FANDOM

2,054,160 Pages

StarIconGreen
LangIcon
É Preciso Ter Calma

This song is by Pedro Abrunhosa and appears on the album Viagens (1994).

Amor, essa palavra que me mata
Me corta (como uma faca)
Me deixa no chão, como um cão
Nu sem sossego, como o prazer que te nego.
Dor, cativa, privada,
Bruma que te cobre o corpo de fada,
Sonho, distante na mente
E de repente, saber que se está só.
É duro, é puro, o futuro,
Sempre presente como o céu na tua frente
Pintado, queimado, vazio assumido
Um corpo triste despido
E uma mão que se estende,
Depende de quem vier
E é mesmo assim que se quer.
Longe ou perto,
Tudo é deserto
Tudo é montanha que te arranha a alma
Com fúria, com calma

É preciso ter calma
Não dar o corpo pela alma

Vês o passado dorido, ferido,
Agora tudo te é querido.
Memória, vitória, não é esta a tua história.
Voou a tua vida, perdida,
Por entre os braços da SIDA.
Mentira, roubada, pesada,
Uma seringa trocada, um prazer, que agora é nada.
Perdoa se não sei que fazer,
Mas sei que deve doer,
Dá-me o teu olhar e eu dou-te o meu amor,
E o beijo urgente, premente,
Esperança que não dorme, conforme,
E dita o eu estar aqui.
Amanhã, sei lá, para já o som da guitarra
Que me agarra, me prende, me solta,
E a ti dá-te a volta, ao sorriso,
Tem calma...

Refrão

Juízo, não tenho medo, não temo
Só tremo de pensar...
Mas não penso, e tenso te faço viajar
Com a voz.
Lembro Novembro passado
Quando os dias eram curtos
E as noites de fado,
Rasgado, cantado, sentido.
No Deus que criámos
Aprendemos a viver, de cor,
Meu amor,
E agora, é hora,
Tudo fica por fazer,
Quero-te dizer mais uma vez
Que te amo, talvez, te quero,
Te espero e desespero por ti,
E que isso só por si
Me chega p'ra viver,
Mesmo quando só houver...
Silêncio...
Imenso,
E dor, e pior meu amor,
A lembrança que descansa
Os olhos teus nos meus...
Adeus.

Refrão (2X)

É preciso ter calma.

External links

Community content is available under Copyright unless otherwise noted.